Agenda de campanha

Agenda de campanhaFoto: Marcos Santos/USP

Agenda Maurício Rands 

9h – Visita a comunidades para ouvir propostas para campanha
11h – Gravação de depoimentos para rádios
13h – Reunião com coordenação de comunicação
15h45- Diálogo com a Fiepe – Federação das Indústrias de Pernambuco
19h30 – Entrevista para a TV Universitária

Agenda Armando Monteiro 

7h30 – Entrevista à Rádio Clube
8h45 – Agrinordeste
11h – Diálogos com a Indústria – Fiepe
13h – Reuniões de trabalho
17h30 – Encontro com profissionais de saúde no comitê

Agenda Paulo Câmara 

14h – Sabatina para empresários Fiepe
18h30 – Prosa política São Benedito do Sul
20h30 – Prosa Política Jaqueira

Agenda Simone Fontana

9h – Participação no ato dos servidores da saúde em defesa da saúde pública.
14h – Participação no encontro com professoras aposentadas do município do Recife sobre Mito a Democracia Racial.
18h- Reunião com coordenadores da campanha.

Agenda Dani Portela 

09h – Sabatina Fiepe
Av. Cruz Cabugá, 767, Santo Amaro
14h – Gravação de vídeos para as redes sociais
16h – Reunião de estudo de campanha
22h – Entrevista no Roda Viva / TV Nova

Inaldo Sampaio

                                              Inaldo Sampaio Foto: Colunista

A nova presidente do TSE, ministra Rosa Weber, queixou-se ontem da baixa representação das mulheres nas casas legislativas do país. Ela constata, com razão, que as mulheres representam 52% dos eleitores do Brasil, mas não estão representadas na mesmo proporção no Congresso Nacional e nas Assembleias Legislativas. A constatação é verdadeira. Mas de quem é a culpa por essa subrepresentação? Claro que das próprias mulheres, que não costumam votar em candidatas do sexo feminino, e sim nos homens. Aqui em Pernambuco, por exemplo, há um partido político (PSOL) que lançou uma chapa majoritária só com mulheres – governador, vice e os dois senadores. Mas esperemos o resultado da eleição para conferir se esta chapa feminina sensibilizou as mulheres pernambucanas. De forma irracional, o Congresso aprovou uma lei obrigando os partidos políticos a formaram suas chapas com 30% de mulheres. Mas nenhum deles consegue arregimentar esse percentual de candidatas por desinteresse delas próprias, obrigando os partidos a cumprirem a lei com “candidatas-laranja”. Há um partido na coligação de Armando Monteiro cujo presidente em 2014 fechou a chapa proporcional com várias mulheres, que nada têm a ver com a política, só para atender à exigência legal. Isto se repetiu agora em 2018, pois não se deve obrigar mulheres a se candidatar sem elas quererem.

Foi-se uma das baraúnas do Pajeú 
O ex-deputado Antonio Mariano, que morreu ontem no Recife, foi um dos representantes do Pajeú, na Assembleia Legislativa, na mesma legislatura em que também se elegeram Édson Moura e José Marcos de Lima. O 1º era de Afogados da Ingazeira, o 2º de Tabira e o 3º de São José do Egito. Hoje, o Pajeú não tem nenhum representante no parlamento estadual.

Bom trabalho > Paulo Câmara disse ontem à Rádio Folha que não pretende exonerar o secretário de Agricultura, Wellington Batista, indicado pelo PDT, porque está gostando do trabalho dele. E que o PDT só não está na Frente Popular porque Carlos Lupi exigiu que saísse.

O pontapé > Marina chega hoje ao Recife para participar de uma série de eventos com o ex-prefeito Júlio Lossio, candidato da Rede a governador. A ex-senadora venceu a eleição em Pernambuco em 2014, no 1º turno, disputando pelo PSB, que vai apoiar Fernando Haddad (PT).

A decisão > Têm sido muito concorridos os eventos que Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB) fizeram até agora no interior. Com raras exceções, um tem uma banda do município e o outro tem a outra, donde se deduz que a eleição será decidida no Recife.

A carta > O ex-governador Joaquim Francisco (PSDB) está enviando carta aos amigos recomendado as candidaturas de André Régis (PSDB) para deputado federal e de Priscila Krause (DEM) para deputada estadual. Ele seria candidato a federal, mas desistiu.

A herança > Os principais incentivadores da candidatura de Marília Arraes (PT) ao governo estadual, enquanto ela existiu, estão apoiando Sílvio Costa (Avante) para senador, entre eles o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque e o presidente da Fetape, Doriel Barros, ambos do PT.

Procon-PE fiscaliza financeiras

                                 Procon-PE fiscaliza financeiras Foto: Divulgação

Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor de Pernambuco (Procon-PE) decidiu ir às ruas em defesa da população que ainda precisa recorrer a empréstimos para colocar as contas em dia. Por isso, intensificou a fiscalização àsfinanceiras que operam no Grande Recife. O objetivo é evitar a venda de produtos casados, a cobrança de juros abusivos e o funcionamento de instituições ilegais, que podem ser multadas em até R$ 9 milhões caso não obedeçam às notificações do Estado. Afinal, o número de queixas de superendividamentosegue em alta. 

Segundo o SPC Brasil, 23% dos brasileiros contrataram algum empréstimo nos últimos doze meses, mas 35% deles ficaram com o nome sujo por atrasar as prestações. Isso fez o número de inadimplentes chegar a 63,4 milhões no País, sendo 17,5 milhões no Nordeste, o que representa 43% da população da região. E o Procon-PE, vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, sabe bem disso. Afinal, recebe cerca de 100 pessoas por mês no seu Núcleo de Apoio ao Superendividado (NAS), além de várias denúncias de vendas abusivas.

“Já vínhamos observando o aumento das queixas pelo Núcleo de Superendividados, mas também passamos a receber denúncias contra financeiras que não se importam em oferecer crédito responsável. Já vimos empresas que renovaram empréstimos sem consentimento do consumidor ou fizeram vendas casadas, colocando seguros junto do consignado – situações que fazem com que as pessoas tenham tantos descontos na folha de pagamento que não recebam quase nada no fim do mês, ficando superendividadas”, explicou a secretária executiva de Justiça e Direito do Consumidor, Mariana Pontual, contando que os aposentados são as maiores vítimas desses golpes.

A fiscalização, que deve se estender até o fim do mês, começou ontem na região central do Recife e já obteve resultados. Das cinco financiadoras visitadas pelo Procon-PE, duas foram notificadas por não apresentarem todos os documentos exigidos pela resolução do Banco Central que normatiza o funcionamento do setor. Elas terão 48 horas para regularizar sua situação. Caso contrário, podem ser novamente notificadas ou multadas.

“Além disso, verificamos uma diferença absurda nas taxas de juros dessas financeiras. Em uma delas, a taxa era de 17,5%. Já em outra, 3,65%”, revelou Mariana, dizendo que, neste caso, não há punições, já que o mercado tem livre concorrência. “Por isso, pedimos que a população fique atenta às condições do empréstimo e pesquise antes de contratar o crédito”, pediu ela.

O financista Arthur Lemos recomenda que o consumidor recorra a cooperativas bancos antes de ir nas financeiras. “Normalmente, as pessoas recorrem às financeiras quando já não têm mais crédito nos bancos. Por isso, o risco de inadimplência e os juros dessas empresas são maiores”, explicou Lemos, dizendo que as melhores taxas costumam estar nas cooperativas de crédito.

Título eleitoral

                                            Título eleitoral Foto: Divulgação

Termina nesta quinta-feira (23) o prazo para os eleitores com cadastro eleitoral regular e que tenham previsão de estar fora do domicílio eleitoral no dia 7 e/ou 28 de outubro -data do primeiro e segundo turno- solicitarem o chamado voto em trânsito, realizado em capitais municípios com mais de 100 mil eleitores.

Para isso, o eleitor deve comparecer em qualquer cartório eleitoral com um documento oficial com foto e indicar o local em que pretende votar. Não há cobrança de taxas. No estado de São Paulo, 54 municípios terão voto em trânsito.

Quem estiver fora do estado do domicílio eleitoral poderá votar em trânsito apenas para presidente da República. Caso o eleitor esteja em trânsito em outro município, mas dentro do estado em que tem domicílio eleitoral, poderá votar para todos os cargos em disputa nestas eleições (presidente, governador, senador, deputado federal e estadual).

Nas eleições de 2014, 25.504 eleitores solicitaram o voto em trânsito em um dos 27 municípios paulistas que tiveram seções para essa modalidade de voto. Destes, 11.175 solicitaram votar em trânsito na cidade de São Paulo.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

                   Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Miguel Schincariol / AFP

ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT à eleição presidencial, lidera as intenções de voto na pesquisaCNT/MDA, divulgada nesta segunda-feira (20). Lula tem a preferência de 37,3% dos eleitores ouvidos na pesquisa estimulada. Dessa parcela, 17,35% disseram que votariam em Fernando Haddad, candidato à vice-presidência na chapa petista, caso Lula não possa disputar a eleição.

O ex-presidente registrou sua candidatura no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na última quarta-feira (15). Condenado em segunda instância pelo TRF-4 no caso do tríplex do Guarujá e preso em Curitiba desde abril, ele pode ser impugnado. Nesse caso, Haddad assumiria a vaga do PT na eleição presidencial, com Manuela D’Ávila (PC do B) como vice.

Em segundo lugar, Jair Bolsonaro (PSL) registrou 16,7%.das intenções de voto na pesquisa estimulada. Na sequência, aparecem Marina Silva (da Rede, com 5,6%), o candidato do PSDB Geraldo Alckmin (4,9%) e Ciro Gomes, com 4,1%. Alvaro Dias (Podemos) tem 2,7% e os outros candidatos não chegaram a pontuar 1%.

Segundo essa sondagem, Marina Silva herdaria 11,9% dos votos petistas e Ciro Gomes, 9,6%. Jair Bolsonaro foi citado por 6,2% eAlckmin por 3,7%. Declararam voto branco ou nulo 14,3% dos entrevistados e 8,8% se disseram indecisos.

pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 18 de agosto de 2018 e ouviu ouviu 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 estados e a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

Tanto Lula quanto Bolsonaro cresceram em intenções de voto, comparando esta pesquisa com a sondagem anterior da CNT/MDA, divulgada em maio. O petista foi citado por 32,4% dos pesquisados e o capitão reformado do Exército, por 18,8%.
Marina Silva tinha 7,6% das intenções de voto e Alckmin, 4%. Ciro Gomes registrou 5,4% em maio.

Cenários do segundo turno

Num eventual segundo turno, Lula derrotaria todos os candidatos e teria de 49% a 50% dos votos. Contra Ciro, venceria por 49,4% a 18,5%. Contra Alckmin, por 49,5% contra 20,4%. Se o oponente fosse BolsonaroLula teria 50,1% ante 26,4% do candidato do PSL. Também estaria à frente de Marina, com 49,8% dos votos e ela, com 18,8%.

Bolsonaro aparece à frente dos adversários, dentro da margem de erro de dois pontos percentuais. Se ele fosse ao segundo turno contra Ciro Gomes, o placar seria de 29,4 pontos para o deputado federal e de 28,2 para o ex-governador do Ceará.

Contra AlckminBolsonaro tem 29,4% da intenções de voto e o tucano, 26,4%.
O cenário mais apertado é no enfrentamento do capitão reformado com Marina Silva: 29,3% para Bolsonaro e 29,1% para a candidata da rede.

Os demais cenários de segundo turno: Ciro (26,1%) versus Marina (25,2%), Marina (26,7%) versus Alckmin (23,9%) e Ciro (25,3%) versus Alckmin (22%). A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número BR-09086/2018.

Rejeição

A CNT/MDA também avaliou o potencial de rejeição dos candidatos. Nesse quesito, Bolsonaro aparece à frente: 53,7% responderam que não votariam “de jeito nenhum” no capitão reformado do Exército. Citaram Marina nessa mesma pergunta 52,7% dos entrevistados e Alckmin, 52,5%. Ciro é rejeitado por 44,1% dos eleitores pesquisados e Lula, por 41,9%

Foto: Blog TV Web Sertão

Por Anchieta Santos

Informações dão conta de que três homens armados anunciaram o assalto ao frentista por nome de Jorge. A viatura vinha chegando e houve troca de tiros.

Moradores da área ficaram muito assustados com o barulho dos tiros.

De acordo com o blog TV Web Sertao de Iguaracy a viatura que perseguia os bandidos foi alvejada e um PM foi atingido de raspão e passa bem. Criminosos seguiram pela entrada da Barragem do Rosário.

Agenda de campanha

                                    Agenda de campanha Foto: Marcos Santos/USP

Agenda do candidato à reeleição Paulo Câmara

11h – Entrevista à Rádio Folha FM
Local: Avenida Marquês de Olinda, 85 – Bairro do Recife

18h – Caminhada – bairro da Torre, no Recife
Local: Em frente à Igreja da Torre (Praça Professor Barreto Campelo, 50 – Torre)

Agenda do candidato Maurício Rands

9h – gravação de depoimentos sobre eixos do programa de governo

11h- reunião com coordenadores da campanha

13h- reunião com assessoria de imprensa

15h- recebimento de apoio e articulação política

17h- sistematização de sugestões propostas e ideias recebidas no fim de semana

Agenda Armando Monteiro 

8h00 – Gravação para o guia

13h00 – Reunião de trabalho

20h30 – Reunião com o prefeito Vavá Rufino e lideranças, em Moreno
– Clube das Palmeiras , Av. Dr. Sofronio Portela, s/n, Cambonge, Moreno – PE

Agenda Júlio Lóssio 

10h – Reunião com Lideranças da Zona da Mata;

14h – Visita uma Instituição de Trabalho Social;

17h – Participação da Tradicional Festa dos Garçons de Frei Miguelinho;

20 – Jantar com simpatizantes da Rede Sustentabilidade em Caruaru.

Humberto e Jarbas dão as mãos na inauguração do comitê de Paulo Câmara

Humberto e Jarbas dão as mãos na inauguração do comitê de Paulo CâmaraFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Há um ditado comum na política que diz que tudo que precisa ser muito explicado é ruim. Mas os candidatos ao Senado Federal da Frente Popular – o senador Humberto Costa (PT) e o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) – não devem estar preocupados com esta máxima. Afinal, as justificativas da aliança tornaram-se rotineiras nos discursos de ambos desde o início da campanha eleitoral. Não foi diferente, no domingo (19), na inauguração do comitê de campanha do governador Paulo Câmara (PSB), candidato à reeleição, no bairro do Parnamirim, Zona Norte do Recife.

discurso padrão dos ex-adversários é que, apesar das divergências entre eles, o interesse por Pernambuco os colocou no mesmo palanque. “Nós, inclusive aqui, Jarbas Vasconcelos e eu, temos historicamente muitos pontos de diferenças, muitos pontos divergentes, mas em nome de Pernambuco e em nome da unidade para fazer o nosso estado avançar, estamos juntos com Paulo Câmara”, afirmou o petista. “Já tivemos e ainda temos algumas divergências, já estivemos de lados opostos, mas nos juntamos por um interesse maior e por uma causa mais nobre que é elevar cada vez mais o nome de Pernambuco”, declarou Jarbas. “Divergimos sim, mas nunca deixamos de respeitar um ao outro”.

Apesar de, atualmente, estarem pedindo votos um para o outro, o hiato que dividiu os dois candidatos à Casa Alta na Frente Popularjá virou argumento para críticas e ironias dos opositores, que costumam qualificar o palanque como uma mistura de “jacaré com cobra d’água”. Nos bastidores, até os petistas, que não se engajaram na campanha dos aliados, tem ironizado a união de Humberto Costa e Jarbas Vasconcelos.

Boulos, Alckmin e Marina são os primeiros presidenciáveis a vir a Pernambuco nos próximos dias

Boulos, Alckmin e Marina são os primeiros presidenciáveis a vir a Pernambuco nos próximos diasFoto: Folha de Pernambuco

Pernambuco entrou na rota dos candidatos à Presidência da República. Ao menos cinco deles são aguardados ainda este mês, sendo três nesta semana. A primeira a desembarcar no Estado é a ex-senadora Marina Silva (Rede), na terça-feira (21). Guilherme Boulos (PSOL), chega no dia seguinte, e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), tem previsão de visitar Petrolina, no Sertão, até o final desta semana.

Ainda sem data fechada, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), oficialmente candidato a vice na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso há 141 dias em Curitiba, planejam visitas na última semana deste mês. Com exceção do petista, todos eles já passaram por Pernambuco no período pré-campanha.

Ao lado do ex-prefeito Júlio Lóssio (Rede), Marina participará, amanhã, de uma agenda no Porto Social, na Ilha do Leite, com instituições ligadas à entidade, e debaterá com elas a importância do terceiro setor para o desenvolvimento social e sustentável do Brasil. Depois, ela se encontrará com os candidatos da Rede e do PV, no Hotel Luzeiros, no bairro do Pina, na Zona Sul da capital. Com Dani Portela (PSOL), Boulos se reunirá, na quarta-feira, com a militância do PSOL e participará à noite de um comício no Pátio de São Pedro, no bairro de Santo Antônio, área central do Recife.

O candidato ao Senado do “Pernambuco Vai Mudar”, deputado federal Bruno Araújo (PSDB), confirmou que a coordenação do tucano planeja visitar Pernambuco ainda essa semana. Alckmin, que visitou Caruaru – maior reduto tucano no Estado – em junho, estuda agenda no Sertão, onde a família Bezerra Coelho possui ampla base.

Foto: Ricardo Labastier/ Divulgação.

O candidato da coligação Pernambuco Vai Mudar, Armando Monteiro (PTB), recebeu mais de 150 vereadores da Região Metropolitana do Recife na manhã deste domingo (19), no comitê central da majoritária, no Recife. O entendimento da chapa é de que a mudança que o Estado precisa deve ser um compromisso de várias frentes e os vereadores são os representantes mais próximos da população.

“Escolhi um vereador do Recife para ser meu candidato a vice-governador (Fred Ferreira) justamente por acreditar na força dessas pessoas que estão na base, ouvindo de perto as demandas do povo, mostrando os problemas mais intrínsecos da sociedade”, reforçou Armando.

Para Fred, a valorização de quem mantém contato mais próximo da população é uma virtude de Armando. “Armando valoriza muito a figura do vereador. Tanto que eu fui convocado para ser o vice dele. É o momento que Pernambuco reconhece a força dos vereadores, que serão valorizados no governo de Armando e terão em mim um interlocutor dedicado”, afirmou Fred Ferreira.

Timbu encara o Bragantino no sábado, no Nabi Abi Chedid

Timbu encara o Bragantino no sábado, no Nabi Abi ChedidFoto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

O sonho do Náutico de voltar à Série B está há dois passos de ser completado. O primeiro deles será dado neste sábado (18), no Nabi Abi Chedi, diante do Bragantino, pelas quartas de final da Série C. A metade inicial da decisão que pode aproximar ou distanciar o Timbu do seu maior objetivo da temporada. A fase de grupos acabou e agora é matar ou morrer.

O “professor” Márcio Goiano mostrou que é também um bom aluno. Tem na ponta da língua a forma como o Bragantino deve atuar em casa. “É um time que imagino ser previsível. Não propõe jogo, fica muito na bola aérea e no erro do adversário. Sabemos que teremos mais posse de bola e temos que valorizá-la para chegar ao gol deles”, afirmou o treinador. “Eles têm Vitinho e Marquinhos, jogadores rápidos, além de Matheus e Chorão, que lutam pela primeira bola e fazem bem a transição. Tem ainda Magno, que gosta de buscar a diagonal nas costas do lateral-direito. Mostrei essas situações aos atletas. Josa será importante para fazer a recomposição defensiva quando o zagueiro sair para a cobertura”, completou.

Sem rodeios, o treinador confirmou a escalação. Da base titular, apenas uma mudança. Com dores na panturrilha esquerda, Jhonnatan está fora. Jiménez entrará no meio-campo ao lado de Josa e Luiz Henrique. Nas demais posições, voltam os atletas que não atuaram na rodada anterior, perante o Remo. Casos do goleiro Bruno, dos laterais Bryan e Assis, dos zagueiros Camutanga e Sueliton e do atacante Robinho. Wallace Pernambucano, absolvido ontem pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ainda por conta da expulsão na primeira fase, diante do Salgueiro, ficará no banco de reservas. Ortigoza será mantido como centroavante.

Caso saia ao menos com um empate de Bragança Paulista, o Náutico igualará seu maior período de invencibilidade no ano. A marca é referente ao primeiro semestre, durante o comando do técnico Roberto Fernandes, com oito vitórias e três empates em jogos válidos pelo Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil. A atual, com Márcio Goiano, é de sete vitórias e três empates, todos pela Série C.

Vale lembrar que não há mais o gol qualificado fora de casa na competição. A decisão por pênaltis não acontecerá somente com dois resultados idênticos, mas também com um empate no saldo de gols nos dois jogos. O histórico de confrontos dos clubes aponta um equilíbrio total, com cinco vitórias para cada lado e seis empates.

Ficha técnica

Bragantino

Alex Alves, Buiú, Guilherme Mattis, Lazaro e Marlon; Adenilson, Magno, Fabiano, Vitinho e Rafael Chorão; Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga

Náutico

Bruno; Bryan, Sueliton, Camutanga e Assis; Josa, Jiménez e Luiz Henrique; Dudu, Robinho e Ortigoza. Técnico: Márcio Goiano

Local: Nabi Abi Chedid (Bragança Paulista/PE)
Horário: 16h
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS). Assistentes: Rafael da Silva Alves e Jorge Eduardo Bernardi (ambos do RS)

Propaganda Eleitoral Gratuita vai começar

                                   Propaganda Eleitoral Gratuita vai começarFoto: Pixabay

coordenador da Comissão de Desembargadores Auxiliares (CDAUX), desembargador Stênio Neiva, realizará o sorteio que definirá a ordem de exibição da propaganda eleitoral gratuita de cada partido e/ou coligação.

Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), realizará, na próxima quarta-feira (22), às 10h, reunião para elaboração do plano de mídia e sorteio da ordem de veiculação da propaganda no horário eleitoral gratuito na Televisão e no rádio. O sorteio acontecerá na sala de sessões do TRE-PE (Av. Agamenon Magalhães, 1160, Graças) e será realizado pelo coordenador da CDAUX, desembargador Stênio José de Sousa Neiva Coêlho, como previsto na portaria nº 743 do TRE-PE, de 7 de agosto de 2018.

A reunião tem como principal objetivo distribuir os horários da propaganda eleitoral gratuita do rádio e da televisão entre os partidos e coligações participantes das Eleições 2018, que será veiculada entre os dias 31/08 a 04/10, como previsto no Calendário Eleitoral (Resolução nº 23.555).

Itamaraty

                                        Itamaraty Foto: Itamaraty/ Divulgação

Itamaraty divulgou nota nesta sexta-feira (17) afirmando que a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU em favor do ex-presidente Lula é apenas uma recomendação, mas sem efeito jurídico.  “As conclusões do Comitê têm caráter de recomendação e não possuem efeito juridicamente vinculante”, diz nota divulgada pelo Ministério de Relações Exteriores.

A pasta informou ainda que a delegação do Brasil em Genebra tomou conhecimento do fato sem ter recebido qualquer aviso prévio sobre o assunto. A deliberação do comitê da ONU será agora encaminhada ao Poder Judiciário. Na manhã desta sexta, a defesa do petista divulgou nota afirmando que o Comitê de Direitos Humanos da ONU expediu uma medida provisória para que Lula possa concorrer às eleições de 2018.

Em nota, o Comitê de Direitos Humanos disse que “solicitou ao Brasil que tome todas as medidas necessárias para garantir que Lula possa desfrutar e exercer seus direitos políticos enquanto estiver na prisão, como candidato nas eleições presidenciais de 2018″. O Comitê também esclareceu ter pedido ao Brasil que não impedisse Lula de concorrer as eleições presidenciais de 2018 “até que seus recursos nos tribunais sejam concluídos em processos judiciais justos”.

“O nome técnico para esse pedido é ‘medida provisória’ e se refere à sua petição pendente junto ao Comitê”, diz o texto. “Esse pedido não significa que o Comitê encontrou até agora uma violação -é uma medida urgente para preservar os direitos de Lula, já que está pendente a consideração dos méritos, que será feita no próximo ano”, completa.

O comunicado ainda especifica que essa é uma decisão do Comitê de Direitos Humanos, formado por “especialistas independentes” e não do Escritório de Direitos Humanos da ONU.  “Essa resposta deve ser atribuída ao Comitês de Direitos Humanos“, conclui a nota.

Os advogados do ex-presidente alegam que houve descumprimento dos Direitos Humanos no processo de condenação e prisão de Lula, afirmação contestada pelo Itamaraty. “O Brasil é fiel cumpridor do Pacto de Direitos Civis e Políticos. Os princípios nele inscritos de igualdade diante da lei, de respeito ao devido processo legal e de direito à ampla defesa e ao contraditório são também princípios constitucionais brasileiros, implementados com zelo e absoluta independência pelo Poder Judiciário.”

O petista está preso em Curitiba desde abril, depois de ter sido condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro. Apesar da detenção, o Partido dos Trabalhadores mantém a candidatura de Lula ao Palácio do Planalto em outubro.

Luís Roberto Barroso, ministro do STF

                       Luís Roberto Barroso, ministro do STF Foto: Nelson Jr./SCO/STF

TSE (Tribunal Superior Eleitoral) começou a redistribuir os processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que estavam com o ministro Admar Gonzaga para o colega Luís Roberto Barroso, relator do caso do petista na corte. Quatro processos contra Lula estavam com Gonzaga porque chegaram ao tribunal antes de Barroso ser sorteado relator do caso.

Desses, dois já estão no gabinete do magistrado. Na noite de quinta (16), a presidente Rosa Weber definiu Barroso como relator do pedido de registro de candidatura de Lula. Agora, caberá a ele analisar as contestações.

Após a decisão de Rosa Weber sobre a permanência do processo sobre o pedido de registro de candidatura do ex-presidente, as impugnações contra a candidatura foram distribuídas eletronicamente para Gonzaga

A controvérsia sobre quem deveria relatar o registro e a impugnações contra Lula começou na quarta-feira (15). Poucas horas depois de o PT entrar com o pedido de registro da candidatura Presidência da República, o Ministério Público Eleitoral (MPE) protocolou uma impugnação (questionamento), argumentando que o ex-presidente não é elegível, de acordo com os critérios da Lei da Ficha Limpa. O registro foi distribuído para o ministro Barroso, que teve o nome confirmado por Rosa Weber.

Outras duas impugnações, movidas pelos candidatos a deputado federal Alexandre Frota (PSL) e Kim Kataguiri (DEM), também foram protocoladas, mas antes de o pedido de registro de Lula ter sido incluído no sistema do TSE. Assim, tais questionamentos acabaram sendo distribuídos a outro relator, o ministro Admar Gonzaga.

Lula está preso desde 7 de abril, na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, por causa de sua condenação a 12 anos e um mês de prisão na ação penal do caso do tríplex do Guarujá (SP).

Em tese, o ex-presidente estaria enquadrado no artigo da Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados. No entanto, o pedido de registro e a possível inelegibilidade precisam ser analisados pelo TSE. O pedido funciona como o primeiro passo para que a Justiça Eleitoral analise o caso.

Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo

Campanha de Vacinação contra Poliomielite e SarampoFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Depois de quatro anos sem confirmações de casos de sarampo, Pernambuco voltou ao mapa de estados com doentes em 2018. Nesta sexta-feira (17), a Secretaria Estadual de Saúde (SES) atestou que um homem de 27 anos e a sobrinha dele, de 2 anos, moradores do Recife, tiveram a infecção. Os exames iniciais já haviam dado positivo para o vírus há 15 dias, mas precisavam ser revisados pela Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro (Fiocruz-RJ). O Estado ainda tem 52 casos em investigação para a doença, sendo três deles de pessoas da mesma família dos dois casos confirmados. Ao todo já são 102 casos notificados no território pernambucano e desses a maioria (87) são de crianças menores de 1 ano até os 9 anos.

No cenário de surto, as autoridades em saúde alertam para a necessidade de vacinação dos meninos e meninas de 1 ano a menores de 5, independente da situação vacinal. Neste sábado (18), Dia D da Campanha Nacional contra o Sarampo e a Pólio, todos os municípios vão estar com esquema especial de funcionamento para receber as crianças das 8h às 17h. A estratégia de imunização em massa do público infantil segue até o dia 31 de agosto nos postos.

O secretário Estadual de Saúde, Iran Costa, destacou que todas as medidas de bloqueio foram tomadas para evitar aumento de casos na Zona Sul do Recife, onde o homem de 27 anos reside, e em Jaboatão dos Guararapes, onde ele trabalha. A inciativa incluiu uma imunização emergencial de pessoas que tiveram contato com a família e também o rastreio de indivíduos que apresentaram sintomas de febre, tosse, coriza e manchas vermelhas pelo corpo, associados com relato de não vacinação da tríplice (que protege contra sarampo, caxumba e rubéola) e viagem ou contato com viajante de áreas do Norte do País.

A confirmação dos dois casos reforça a importância da imunização. “O sarampo é uma doença que a vacinação controla. A gente já teve milhares de casos no mundo, mas vinha reduzindo. No Brasil, passamos vários anos sem. Esta é uma doença gravíssima que pode matar, pode deixar sequela. O público principal de acometimento são as crianças, daí a importância dos pais trazerem os filhos para vacinar”, destacou Iran Costa.

A convocação foi reforçada pelo presidente da Sociedade de Pediatria de Pernambuco, Eduardo Jorge. “O sarampo é uma doença altamente contagiosa. Depende de cada família se conscientizar que a arma contra o sarampo é a vacina e aderir maciçamente. Só com uma cobertura acima de 95% nos poderemos controlar”, afirmou. Eduardo ainda explicou que o surto de 2018 tem acometido especialmente os menores de cinco anos, faixa etária onde a doença é mais perigosa.

Pernambuco já conseguiu imunizar pouco mais de 20% das crianças menores de cinco anos. Após o dia D, a coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), Ana Catarina Melo, espera que o percentual global ultrapasse os 60%. Ela comentou que alguns municípios já conseguiram um índice importante de proteção como Macaparana, São Lourenço da Mata e Bonito, que podem alcançar 95% de vacinação infantil na próxima semana. Contudo, outras cidades permanecem com percentual baixo ou nulo. Havia 35 cidades sem registro de doses no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações.

“Na verdade, o que a gente está preocupado é com os municípios que ainda estão zerados. Mas acredito que seja por causa da não digitação. Não é a situação de não está vacinando”, disse Catarina. Nesta lista chama atenção à ausência de dados dos municípios de Correntes e Frei Miguelinho, que estavam no ranking das cinco cidades pernambucanas apontadas pelo Ministério da Saúde, em 2017, com coberturas de vacinação contra poliomielite inferior a 50% das crianças.

Por Inaldo Sampaio / Coluna Fogo Cruzado

A confissão do governador Paulo Câmara à Rádio Jornal de que se arrependeu por ter apoiado o impeachment da presidente Dilma Rousseff, causou constrangimento ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, e a todos os deputados do partido que votaram pelo afastamento da líder petista.

Siqueira redigiu a resolução, aprovada pela executiva nacional do partido, determinando aos seus parlamentares que votassem a favor do impeachment. Ele escreveu no documento que Dilma fazia um governo conservador, de inspiração liberal, e que cometera “crime de responsabilidade” por causa das chamadas “pedaladas fiscais”.

Já os deputados Felipe Carreras, Danilo Cabral, Tadeu Alencar e Gonzaga Patriota, que votaram pelo afastamento da presidente seguindo a orientação do PSB e do governador Paulo Câmara, vão ter que se explicar muito sobre o tema na presente campanha eleitoral.

Se disserem que também estão arrependidos, tudo bem. Estarão se nivelando ao “chefe”. Do contrário, seguirão tão constrangidos no partido como o presidente Carlos Siqueira.

Agenda de campanha

Agenda de campanhaFoto: Marcos Santos/USP

Confira as agendas de Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro Neto (PTB):

Agenda Armando Monteiro

Sexta-Feira – 17/08/2018
8h00 Gravação para o guia – Recife

16h30 Ato político em São João

20h30 Lançamento da candidatura de Zeca Cavalcanti a deputado federal – Arcoverde

AGENDA do candidato à reeleição Paulo Câmara desta sexta-feira (17)

13h – Prosa Política em Custódia
Local: Espaço VIP – Rua Severino Bernardo da Silva, número 15

16h – Entrevista para Rádio São José FM
Local: Praça Pires RIbeiro, atrás da Igreja Matriz de São José do Belmonte

18h – Encontro com o deputado estadual Rogério Leão
Local: BR-232, KM 450, Rancho Baraúna

19h – Ato em São José do Belmonte com o prefeito Romonilson
Local: Pátio de eventos – Av. Primo Lopes, Centro

Inaldo Sampaio

Inaldo SampaioFoto: Colunista

O dado mais surpreendente da pesquisa do Ipespe divulgada ontem por esta Folha não foi o percentual de intenções de voto que o ex-presidente Lula tem em Pernambuco (55%), e sim a baixa popularidade do candidato do PSDB, Geraldo Alckmin: 5%. É como se existisse uma barreira intransponível entre ele e o Nordeste, já que nos outros estados da região a situação é parecida. Falta-lhe encontrar um discurso que sensibilize os nordestinos e, no caso particular de Pernambuco, os 40% dos eleitores “não lulistas”, entre eles o deputado Felipe Carreras (PSB), ex-secretário de turismo do governo Paulo Câmara. Alckmin já recebeu a garantia de que terá espaço no palanque do candidato a governador, Armando Monteiro. Mas apenas isto não é suficiente. Ele precisa de aliados que coloquem urgentemente o seu bloco nas ruas, algo que ainda não ocorreu e provavelmente não ocorrerá. O presidente do PSDB, Bruno Araújo, está cuidando de sua eleição para senador e os candidatos proporcionais do partido se sentem “intimados” pela força de Lula e não tocam sequer no nome do presidenciável tucano. O vice-governador Raul Henry e o deputado Jarbas Vasconcelos são seus eleitores. Mas não se deve esperar deles que comandem a campanha em Pernambuco porque ambos são candidatos pela Frente Popular e não pretendem confundir a cabeça dos seus eleitores. Sendo assim, o candidato do PSDB deverá ter uma grande decepção em Pernambuco no 1º turno da eleição presidencial.

Se arrependimento matasse…
Pressionado ontem por jornalistas, o governador Paulo Câmara admitiu, em público, o que ainda não havia feito sequer em privado: que está “arrependido” por ter apoiado o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Resta saber agora a opinião do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), que na antevéspera da votação declarou que “temos que tirar essa mulher”.

Menos um > O presidente da Câmara de Olinda, Jorge Federal (PR), desistiu de disputar um mandato na Câmara dos Deputados. Ele era um dos 29 delegados e agentes que a PF pretendia eleger nas próximas eleições para deputado federal ou estadual. Ainda restam 28.

É gestão > O governador João Lyra Neto (PSDB) estranhou declarações de Paulo Câmara dizendo ter sido “perseguido” por Michel Temer. Afirma que o CE e a BA têm governadores do PT, e ambos investiram mais que PE nos últimos 4 anos. “O problema é de gestão”, disse ele.

Boca no trombone > Se a falta de investimentos do governo federal em Pernambuco foi fruto de “perseguição”, como diz Paulo Câmara, ele deveria ter feito o que fizeram Roberto Magalhães (governo Figueiredo) e Arraes (governo Sarney): botado a boca no trombone.

Zero grana > A Adutora do Agreste, mais importante obra do governo federal, em andamento, em PE, não recebeu 1 tostão do Ministério da Integração no curso deste ano. Nem parece que até abril havia pernambucanos nos Ministérios da Educação, Cidades e Minas e Energia.

Casos suspeitos de abuso sexual começaram a ser notificados à polícia no dia 28 de julho

Casos suspeitos de abuso sexual começaram a ser notificados à polícia no dia 28 de julhoFoto: Cortesia

Os laudos sexológicos e psicológicos realizados nas crianças de uma escolinha particular no Recife comprovam que elas foram vítimas de violência sexual. É o que revela uma fonte, que pediu para não ser identificada, em entrevista exclusiva à Folha de Pernambuco. O marido da proprietária do estabelecimento é apontado como autor do crime e agora é considerado foragido. Os casos começaram a ser notificados no dia 28 de julho, quando uma das oito crianças se queixou de dores na região genital. Desde então, o caso está sendo acompanhado pela Policia Civil de Pernambuco (PCPE), por meio do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA).

Com idades entre três e cinco anos, as seis meninas e dois meninos vítimas das agressões passaram por exames no Instituto de Medicina Legal (IML), onde foram identificadas lesões em duas delas. A partir dos resultados e dos relatos dascrianças, constatou-se que, apesar de não ter acontecido penetração e rompimento de hímen, houve a prática de atos como beijos forçados e toques nas regiões genitais, o que já é considerado estupro pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

escolinha, que não possuía registro na Secretaria de Educação da Prefeitura do Recife, funcionava no térreo de um imóvel localizado numa área carente da capital pernambucana, e as agressões aconteciam no primeiro andar, onde o homem apontado como autor dos crimes morava com a família. A reportagem foi até o local tentar conversar com os envolvidos, mas foi informada pela comunidade de que o suspeito fugiu no dia 29 de julho e que e a esposa dele havia se mudado com as filhas há cerca de uma semana, com medo de represália.

A casa, que teve as janelas quebradas pela população revoltada, está passando por uma reforma para ser alugada. A PCPE e o delegado Ademir de Oliveira foram procurados para comentar o caso, mas a informação foi de que as investigações ainda estão em andamento e sob sigilo e que só se pronunciariam ao final das diligências.

Na época em que surgiram as primeiras denúncias, o delegado Ademir de Oliveira chegou a explicar que os pais que tinham filhos matriculados na escola conversaram entre si sobre o assunto e, assim, surgiram novas suspeitas. “As crianças falavam com os seus pais e diziam que ele praticava atos numa sala, diferenciada, no primeiro andar”, disse o policial, no início da investigação.

O psicólogo João Villacorta atende e coordena, há 10 anos, o Centro de Referência para o Cuidado de Crianças, Adolescentes e suas Famílias em situação de Violência (Cerca), um serviço que funciona dentro do Lessa de Andrade, oferecido pela Secretaria de Saúde da Prefeitura do Recife. “A melhor forma de os pais perceberem alguma coisa é estar sempre perto dos seus filhos, conversando, estabelecendo relações francas. Não é algo fácil, principalmente porque muitos desses abusos são praticados por pessoas do ciclo de confiança da criança. Mas com certeza é o melhor”.

*O endereço, nomes das vítimas, familiares, assim como das demais pessoas envolvidas no caso, serão preservados para que não haja exposição das crianças, como exige o Estatuto da Criança e do Adolescente

Número de desalento cresce em Pernambuco

Número de desalento cresce em PernambucoFoto: Alfeu Tavares / Folha de Pernambuco

O cozinheiro João Carlos Neto tem 54 anos e há dois está sem conseguir uma colocação no mercado de trabalho formal. Nesse meio tempo, inclusive, tentou trabalhar por conta própria fazendo jantar em domicílio, mas a dura crise econômica que atinge o Brasil há quase quatro anos minou os seus planos, assim como o seu ânimo em conseguir retornar ao mercado de trabalho. “Não vejo uma luz no fim do túnel para essa situação que o País enfrenta, por isso, desisti de procurar emprego”, desabafa o cozinheiro.

Situação semelhante vive o mecânico industrial Rodrigo Carneiro da Silva, 34 anos, que está também há dois anos sem trabalhar. “Em todo esse tempo que passei sem trabalhar, procurei tanto que agora só me resta esperar. Hoje não vou mais em busca de emprego, mas se surgir, com certeza ficarei muito feliz em trabalhar”, revela. Histórias como a de João e Rodrigo se somam a dos 284 mil pernambucanos, que estavam há tanto tempo procurando sem encontrar um trabalho, que simplesmente desistiram e se juntam aos cerca de 710 mil desocupados em Pernambuco, o terceiro estado com a maior taxa de desocupados do País – 16,9%.

Em todo o Brasil, a situação é ainda pior. De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua trimestral, divulgada ontem, justamente no primeiro dia oficial de início da campanha para corrida eleitoral deste ano, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no segundo trimestre encerrado em junho deste ano, mostra mais esse desafio que tanto o próximo presidente do País quanto o gestor estadual terão que vencer a partir do próximo ano – oferecer condições para que nada menos que 4,8 milhões de brasileiros deixem de se enquadrar no status de desalento, quando sem esperanças, desistem até de procurar um emprego.

Traçando um panorama antes e após a crise, é possível observar que o quanto o número de desempregados está associado ao aumento do número do desalento ao longo dos anos. De acordo com dados da Pnad Contínua, no 2° trimestre de 2014, 24,5% da população estava procurando trabalho. Hoje, quatro anos após, esse percentual é de 35,5%. Para o coordenador de trabalho e renda do IBGE, Cimar Azeredo, esse aumento da taxa de desocupação está diretamente ligada ao aumento do número do desalento no País e em Pernambuco.

Segundo ele, em 2014, antes do início da crise, o contingente de desalentos no Estado era composto por 88 mil pessoas. Hoje, esse número é de 284 mil pessoas. “Estamos falando de um aumento de 323% em quatro anos no número de desalentos no Estado que está totalmente associado ao aumento do percentual de desocupados. Afinal, tem gene há tanto tempo na fila esperando por uma colocação, que uma hora essa pessoa vai cansar e sair dessa fila”, analisa o coordenador.

Embora o número do desalento em Pernambuco seja ainda muito grande, o Estado tem a menor taxa de desalento quanto comparada às unidades federativas que compõem o Nordeste, o que, de acordo com o economista da Fecomércio, Rafael Ramos, não minimiza a gravidade do problema. “São pessoas que demoraram tanto a conseguir uma vaga que desistiram de buscar emprego e isso reflete em inadimplência e confiança também. São pessoas que precisam de mais qualificação para aumentar as chances de voltar ao mercado, mas sem renda própria e sem oportunidade, dificilmente elas conseguem”, afirma Ramos.

Para ele, o caminho para resolver a situação é apenas um: “A economia melhorar e crescer puxada por indústria e serviços, porque geram empregos mais sólidos. Isto, claro, somado a políticas públicas voltadas às pessoas desalentadas visando sua qualificação para desta forma, tornar mais fácil a inserção quando a economia voltar a crescer de fato”, conclui.

Timbu foi eliminado pela Ponte na Copa do Brasil

Timbu foi eliminado pela Ponte na Copa do BrasilFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Encontrar um clube de São Paulo em um momento decisivo da temporada não é uma experiência inédita para o Náutico. Prestes a fazer o primeiro dos dois jogos contra o Bragantino, amanhã, no Nabi Abi Chedid, pelas quartas de final da Série C, o Timbu, nos últimos 25 anos, tem no seu currículo um histórico longo tanto de dissabores como de glórias perante alguns times paulistas.

Pela Copa do Brasil, foram duas classificações, diante de Corinthians (2007) e Juventus/SP (2008), e duas eliminações para São Paulo (1995) e Ponte Preta, neste ano. Nos campeonatos brasileiros das três principais divisões, o gosto amargo prevaleceu mais. Em 1996 e 1997, o Náutico lutou até o fim pelo acesso à Série A, mas fracassou na rodada final dos quadrangulares para União São João e Ponte Preta, respectivamente, com empates por 1×1.

Marília e Oeste também já foram algozes. O Tigrão encontrou os pernambucanos no quadrangular da Série B de 2003 e 2004. Venceu três jogos e empatou um. O time de Itápolis ganhou dos alvirrubros em 2014 e 2016, ambos por 2×0, acabando com o sonho de retorno à Série A do Timbu.

Em 2006 e 2011, a maré esteve a favor do Náutico. Há 12 anos, o clube subiu de divisão após vencer o Ituano por 2×0. Na outra temporada citada, a equipe praticamente assegurou o acesso ao vencer o Barueri por 2×1. Em seguida, na última rodada, confirmou o vice-campeonato ao empatar com a Ponte Preta, com direito à invasão da torcida nos Aflitos. Na Segundona de 2005, o Timbu venceu seus duelos na fase final perante a Portuguesa, mas todos sabem o fim da história (e da batalha).

Pela Série A, os confrontos decisivos envolveram a luta contra o rebaixamento. Em 2007 e 2008, o Náutico levou a melhor. Contra o Corinthians, em um jogo já perto do fim da temporada, o Timbu corria o risco de entrar no Z4, mas a vitória por 1×0 ajudou a cravar a queda do alvinegro. No ano seguinte, um empate em 0x0 diante do Santos garantiu a permanência na elite. Luxo que acabou em 2009. O rebaixamento antecipado veio após derrota para o Santo André por 5×3.

Concurso

                                                            ConcursoFoto: Pixabay

Banco do Nordeste anunciou nesta quinta (16) que, dentro de um mês, será publicado o edital de seleção para os cargos de analista bancário e especialista técnico. Para os interessados em concorrer a uma das duas áreas de atuações, os requisitos serão distintos.

Para os cargos de analistas, os pleiteantes precisarão ter o ensino médio completo até a data da posse. Já o cargo de especialista técnico, a recomendação é ter curso superior concluído nas áreas de Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia da Informação, Informática, Sistemas de Informações, Tecnologia da Informação, Processamento de Dados, Segurança da Informação, Tecnologia em Telemática; ou ter concluído qualquer outro curso superior, em nível de graduação, reconhecido pelo MEC, desde que tenha concluído também curso de pós-graduação (stricto ou lato sensu) na área de Informática e/ou Segurança da Informação, com carga horária mínima de 360 horas.