Resultado de imagem para inaldo sampaioComo previamente anunciado, os partidos de oposição fizeram ontem no Recife o primeiro grande ato conjunto visando às eleições do próximo ano. Das lideranças que deveriam estar presentes, apenas os deputados Daniel Coelho e Sílvio Costa não compareceram. O primeiro não foi convidado e o segundo argumentou que tem outra missão para cumprir: lutar para que o PT marche de novo com a candidatura do senador Armando Monteiro ao governo estadual. Petistas resistem a esta aliança não apenas pelo fato de o senador estar aliado ao PSDB e ao DEM, mas também por estar apoiando as principais reformas do governo Temer: a do teto dos gastos, a trabalhista e a previdenciária. Apesar disto, Costa considera possível quebrar a resistência dos petistas invocando a “boa relação” que há entre o senador e o ex-presidente Lula. Independente disto, a oposição vai acumulando forças, podendo agregar ainda o PPS, o PSC e o Avante aos 7 partidos que já tem. Já o governo levou para o seu palanque o PDT e o PSL, e poderá levar também o PT que tem o aval do ex-presidente Lula para retornar à Frente Popular.

Todos contra Temer
Ensaia-se na base do governo dividir Pernambuco em dois palanques nas eleições de 2018: um a favor de Temer (que seria o palanque das oposições) e o outro contra (que seria o palanque de Paulo Câmara). No entanto, há gente a favor e contra o presidente nos dois lados. Luciano Bivar (PSL) e Marinaldo Rosendo (PSB), por exemplo, são ao mesmo tempo Temer e Câmara.

Charme > Avalia-se em áreas do governo que o PV migrou para a oposição por inabilidade do governo, que não fez nenhum gesto após as eleições municipais para manter o presidente do partido, Carlos Augusto Costa, próximo à Frente Popular. O PV pode até não ter votos, mas tem charme.

Triste fim > Final melancólico o do senador Aécio Neves! Após ter obtido quase 50 milhões de votos para presidente da República em 2014, foi afastado da presidência nacional do PSDB, vaiado na convenção do partido, sábado agora. E impedido de discursar.

Suspense > Após manter a notícia guardada a sete chaves, o governador Paulo Câmara finalmente confirmou ontem que pagará o 13º salário aos servidores estaduais na próxima 6ª feira.

Burrice > Deputados que anunciam o voto contrário à reforma da previdência estão cometendo uma burrice. Se essa reforma não for feita agora, terá que ser feita em 2018 com muito mais dor (para a população). Em sendo feita agora, deixaria o próximo presidente livre desse abacaxi. 

Conhecimento > Lula (PT), segundo o Datafolha, é conhecido por 99% dos brasileiros, Marina (Rede) por 90%, Alckmin (PSDB) por 85% e Bolsonaro (PSC) por 70%. Já 87% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum em candidato apoiado por Michel Temer.

Caciques > Tasso (PSDB-CE) considera difícil o PMDB apoiar Alckmin (PSDB) na eleição presidencial porque vários caciques do partido manifestam o desejam de apoiar Lula, entre eles Renan Calheiros (AL), Jáder Barbalho (CE), Eunício Oliveira (CE) e Roberto Requião (PR).

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar


Copyright © 2017. All Rights Reserved.