UltraNet Custódia

 

Vereadores de Custódia

 

Os mais recentes números do Índice de Transparência das Prefeituras dos Municípios Pernambucanos de 2017 divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado – TCE, revela que a prefeitura de Arcoverde, controlada pela socialista Madalena Britto (PSB), despencou no quesito transparência em comparação com o ano anterior (2016), comprovando que muita coisa é omitida e escondida da população no governo municipal.
 
Segundo os dados do TCE, o município de Arcoverde despencou da 5ª colocação em 2016, quando foi fartamente comemorado nas redes sociais pela equipe da prefeita, para a 58ª colocação em 2017, com 568,50 pontos. No ano passado a pontuação tinha sido de 660,50.
 
Nos itens de “informações de licitações”, “informações de contratos” e “informações dos agentes públicos com respectivas remunerações”, a prefeitura tirou nota zero já que nada disso está disponível como manda a lei.
 
A avaliação dos portais da transparência das prefeituras do Estado de Pernambuco tomou por base as exigências contidas na Lei Complementar nº 101/2000, Lei de Responsabilidade Fiscal, na Lei Complementar nº 131/2009, que determina a disponibilização em tempo real de informações sobre a execução orçamentária e financeira, no Decreto nº 7.185/2010, que regulamenta a LC nº 131/2009, e na Lei nº 12.527/2011 (LAI), que regulamenta o acesso à informação previsto no inciso XXXIII do art. 5º da Constituição Federal de 1988.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar


Copyright © 2017. All Rights Reserved.