Paulo Maluf
Paulo MalufFoto: Divulgação

Um laudo assinado por dois médicos legistas encaminhado à Vara de Execuções Penais do Distrito Federal nesta terça-feira (26) indica que não há empecilho para que o deputado Paulo Maluf (PP-SP), 86, cumpra pena na Papuda, onde está desde sexta (22).

O juiz Bruno Macacari, responsável pela execução da pena de Maluf, elaborou quatro perguntas aos peritos. À questão "O sentenciado exige cuidados contínuos que não possam ser prestados no estabelecimento penal?", os médicos responderam: "Não. Todavia, deverá ter acompanhamento ambulatorial especializado".

O laudo afirma que Maluf sofre de doença grave e permanente. Para o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, a perícia "vem corroborar o que a defesa vem afirmando no sentido de que o deputado Paulo Maluf está, sim, acometido de doenças graves e permanentes, no caso, a recidiva de câncer de próstata e alterações degenerativas na coluna lombar, com necessidade de cuidados especiais".

"Ainda assim, os médicos peritos acabaram não analisando o que é ainda mais grave, a doença cardíaca", disse Kakay, em nota.

Maluf foi condenado em maio pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a 7 anos, 9 meses e 10 dias por crimes de lavagem de dinheiro e cumpre pena na Papuda, em Brasília, desde sexta-feira (22). O juiz Macacari poderá decidir sobre o pedido da defesa para que Maluf cumpra pena em regime domiciliar ainda nesta terça.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar


Copyright © 2017. All Rights Reserved.