Destaque

Diretor do HR Emília Câmara confirma 1ª suspeita de caso de varíola, em Afogados

Por André Luis O diretor do Hospital Regional Emília Câmara, confirmou em conversa com a redação do blog na tarde...
Leia mais
Destaque

Saúde de Afogados emite nota sobre caso suspeito de Monkeypox

A Secretaria de Saúde de Afogados da Ingazeira, emitiu nota na noite desta quarta-feira (10), informando que recebeu do Hospital...
Leia mais
Destaque

Prefeitura abre as portas do Vianão para as escolinhas mirins de futebol

Buscando incentivar a prática esportiva e estimular a garotada, a Prefeitura de Afogados democratiza o acesso ao Vianão, liberando as...
Leia mais

A carta de Ibitiranga

O Padre Luis Marques Ferreira,  da Paróquia de São Francisco e do Grupo Fé e Política,  leu hoje após celebração a Carta de Ibitiranga.

O documento alerta para a situação da PE 380 e a promessa de inauguração para setembro deste ano, feita pelo governador Paulo Câmara.

Um ano depois daquele ato, a obra não tem a velocidade adequada. Hoje mesmo, um dia depois da notícia de retomada dos trabalhos,  o repórter Marconi Pereira,  da Rádio Pajeú e ouvintes, atestaram que não há mais movimentação de trabalhadores do local. Leia a carta aberta lida hoje:

Paróquia São Francisco de Assis 

Atentos e com Esperança!

Em um grande ato público no dia 05 de agosto de 2021, tendo à frente o Governador de Pernambuco, o Sr. Paulo Câmara, acompanhado de deputados federeis e estaduais, prefeitos, secretários de Estado, vereadores, lideranças políticas, comunitárias e religiosas de toda a região, foi lançada uma boa notícia: a Ordem de Serviço para a construção da estrada que liga Afogados da Ingazeira, ao distrito de Ibitiranga, indo até à Paraíba. Grande sonho dessa população!

Passado um ano, estamos aqui, não em forma de protesto, mas para lançarmos a pertinente reflexão: Porque as obras públicas não são tratadas com a devida seriedade, pelos nossos governos? Porque muitos dos nossos líderes, mesmo tendo histórico de vivência e formação dos meios populares, não cultivam em suas práticas a forma correta de ouvir e responder os anseios e prioridades da população? Quais os motivos da falta de acompanhamento e exigências das empresas que ganham as licitações e não são responsabilizadas pelo andamento e conclusão das obras?

Estas e tantas outras perguntas justificam nossa indignação e preocupação com relação a esta obra que foi iniciada, e, em seu percurso paralisada muitas vezes, como também tratada com morosidade, dando-nos a impressão de “tapeação”. 

Nós que formamos as comunidades eclesiais da região de Ibitiranga, Carnaíba e Afogados da Ingazeira, usuários desta estrada, vimos a público pedir ao nosso Governador, seus secretários e lideranças da região, que em nome da boa política, da ética, do cuidado com o bem-estar da população e do serviço público sério e de qualidade, que não frustre este povo cansado e decepcionado com os políticos, para que não sejam enganados e vítimas do Estado que não tem razão de existir, se não for para promover justiça social.

“Ninguém tem o direito de frustrar a esperança de um povo!”

Cordialmente, o povo de Deus das Serras de Ibitiranga.  

Ibitiranga, Carnaíba – PE, 05 de agosto de 2022

Deixe um comentário