Destaque

Três suspeitos foram presos por ajudar fugitivos de Mossoró

Metrópoles Três pessoas foram presas suspeitas de ajudarem os fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte....
Leia mais
Destaque

Raquel Lyra assina acordos de cooperação técnica com a ministra das Mulheres

Nesta sexta-feira (23), a governadora Raquel Lyra recebe, no Palácio do Campo das Princesas, a ministra da Mulher, Cida Gonçalves,...
Leia mais
Destaque

Prefeito de Carnaíba busca parceria com Sudene para garantir acesso à água nas comunidades rurais

O prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), esteve em uma reunião nesta quinta-feira (22) com o superintendente da Sudene, Danilo...
Leia mais

Absurdo: Atos de vandalismo na Escola Rosete Bezerra chocam comunidade educacional de Iguaracy

Por André Luis – Com informações do TV Web Sertão

Nesta terça-feira (2), ao chegarem para abrir as portas da Escola Professora Rosete Bezerra de Souza em Iguaracy, os funcionários foram surpreendidos por um cenário de vandalismo que chocou a comunidade educacional.

Os corredores foram tomados por extintores de incêndio que foram abertos e utilizados indiscriminadamente, deixando um rastro de destruição nas salas de aula, nos corredores e até mesmo nos cobogós.

A sala dos professores não escapou da ação criminosa, onde os vândalos mexeram nos itens pessoais dos docentes. Embora nada de valor tenha sido levado, a bagunça e a destruição do patrimônio público foram evidentes, com os extintores completamente esvaziados. A gestora da escola, Jany-Cleá, registrou um boletim de ocorrência na delegacia local e agora aguarda o retorno das investigações.

O ato de vandalismo na Escola Professora Rosete Bezerra de Souza não apenas representa uma afronta ao ambiente educacional, mas também coloca em risco a segurança e integridade do patrimônio público. A comunidade escolar está perplexa diante da falta de respeito e responsabilidade de indivíduos que escolheram vandalizar um espaço tão importante para a formação e educação.

A gestora da escola ressaltou a importância de colaboração da comunidade e pediu que qualquer informação relacionada ao ocorrido seja repassada às autoridades. O impacto emocional causado pelos atos de vandalismo também será alvo de atenção, e medidas serão tomadas para restaurar não apenas o ambiente físico, mas também o bem-estar da comunidade escolar.

Ações como essa reforçam a necessidade de vigilância e segurança nas instituições educacionais, além da conscientização sobre o valor do patrimônio público e o respeito ao espaço coletivo.

Deixe um comentário