Destaque

Três suspeitos foram presos por ajudar fugitivos de Mossoró

Metrópoles Três pessoas foram presas suspeitas de ajudarem os fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte....
Leia mais
Destaque

Raquel Lyra assina acordos de cooperação técnica com a ministra das Mulheres

Nesta sexta-feira (23), a governadora Raquel Lyra recebe, no Palácio do Campo das Princesas, a ministra da Mulher, Cida Gonçalves,...
Leia mais
Destaque

Prefeito de Carnaíba busca parceria com Sudene para garantir acesso à água nas comunidades rurais

O prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), esteve em uma reunião nesta quinta-feira (22) com o superintendente da Sudene, Danilo...
Leia mais

Em Recife Josessandro Andrade faz lançamento e participa da Bienal

O Poeta Josessandro Andrade vai estar no Litoral pra uma Agenda literária pra lá de movimentada.

Nesta Terça-feira, dia 10 de outubro, ele estará no Armazém do Campo( MST), no Recife , para o lançamento do livro ” A Roda do Escárnio” , poemas de sua autoria e também participando da exibição do Filme “Returno” , documentário de Vinícius Andrade e CaioZ, do qual também participa.

Na Quarta feira, 11 de outubro, As 17 : 30 , no Palco SESC Além das Letras, na Bienal internacional do Livro de Pernambuco, celebração dos 5 anos do Livro Ecos do Nordeste ( Infinita Lisboa Assessoria literária, livro que publica poetas nordestinos em Portugal. Só dá região do Sertão do Moxoto Ipanema foram mais de 50 Poetas publicados, nesta parceria com a Moxoto Produções editora.

O filme e o livro tem uma relação temática de resistência política ao que o Brasil viveu nós últimos anos , e ambos tiveram no seu processo de criação artística, o mesmo um contexto -histórico e social. Misturas de Manifesto político e denúncia social, ambos fazem uma defesa da civilização contra a barbárie.

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém é atração imperdível na Semana Santa

Durante a Semana Santa, a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém é uma atração imperdível para o público de todas as idades. Realizado a mais de meio século, o espetáculo é uma mega encenação teatral ao ar livre que conta momentos marcantes da vida de Jesus, começando pelo Sermão da Montanha e terminando com a sua crucificação e ascensão ao céu em uma cena final cheia de efeitos especiais que impressionam e emocionam a todos.

Este ano, a temporada da Paixão de Cristo acontecerá no período de 1º a 8 de abril. A peça é realizada em Nova Jerusalém, o maior teatro ao ar livre do mundo, localizado no município de Brejo da Madre de Deus, a 180 km do Recife. A cidade-teatro é uma estrutura grandiosa construída em uma área de 100 mil metros quadrados cercada por muralhas de pedra de quatro metros e 70 torres de sete metros. Dentro, nove palcos plateia reproduzem a Jerusalém do século I.

Aclamado por milhões de espectadores do Brasil e de vários países, o espetáculo conta com um elenco de mais de 50 atores, além de centenas de figurantes e técnicos, que trabalham para criar uma experiência emocionante e inesquecível para o público. Este ano, entre os artistas convidados estão Klebber Toledo, no papel de Jesus; Luiza Tomé, como será Maria; Eriberto Leão interpretando o governador romano Pilatos; Nelson Freitas vivendo o personagem Rei Herodes e a atriz e influenciadora digital Duda Reis como a rainha Herodíades.

A cada ano, o espetáculo se reinventa, trazendo novidades e muitos efeitos especiais para encantar os espectadores. Segundo pesquisas realizadas a cada temporada, cerca de 98% dos entrevistados consideram o espetáculo ótimo ou bom. Além disso, cerca de 50% do público retorna para assistir ao espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém pelo menos mais uma vez.
“Nós nos esmeramos na riqueza dos detalhes e no realismo das cenas a fim de proporcionar ao nosso público uma viagem no tempo, na qual as pessoas possam viver emoções como se estivessem presenciando os fatos que aconteceram há mais de dois mil anos”, afirma Robinson Pacheco, coordenador geral do espetáculo.

TURISTAS PARTICIPAM DA ENCENAÇÃO

Para os que buscam viver emoções mais fortes, a Pousada da Paixão, instalada dentro da cidade-teatro de Nova Jerusalém, oferece pacotes para os turistas que desejam não só assistir, mas também sonham em participar do espetáculo. São dois dias de hospedagem onde no primeiro dia os turistas assistem à peça e, no segundo, se desejarem, atuam como figurantes, juntamente com todo o elenco (Contatos da Pousada da Paixão-(81) 3732-1574/ (81) 99673-0815/ WhatsApp (81) 99673-0805 /www.pousadadapaixao.com.br).

COMO CHEGAR À NOVA JERUSALÉM

Quem deseja assistir ao espetáculo deve planejar com antecendência a ida à Nova Jerusalém. Para a maior parte do público, a forma mais cômoda de chegar a Brejo da Madre de Deus é por meio de ônibus de turismo e vans. Esses serviços de traslados têm preços variados e podem ser encontrados facilmente na internet.

Existem também iniciativas independentes de grupos de amigos, igrejas, clubes e associações, que formam caravanas para assistir ao espetáculo. Muitas pessoas também preferem ir de automóvel. A estrada que liga a cidade-teatro à capital pernambucana, Recife, é duplicada na maior parte do trajeto, oferecendo conforto e segurança para os viajantes.

Além disso, os turistas de qualquer parte do Brasil, que optarem por pacotes de hospedagem no Recife/PE, em Caruaru/PE ou na paradisíaca praia de Porto de Galinhas/PE, podem adquirir o passeio para assistir ao espetáculo oferecido pela Luck Viagens (81 3366-6222/ www.luckviagens.com.br), pelas lojas da CVC em todo Brasil e várias outras agências de viagens.

O pacote inclui transporte de ida e volta em ônibus especial para turismo, guia turístico e parada na famosa feira de Caruaru para conhecer o artesanato regional e saborear uma deliciosa comida regional. No Recife/PE, o ônibus sai do aeroporto e, em Porto de Galinhas/PE, o turista tem acesso ao transporte nos hotéis e pousadas.

As entradas para o espetáculo já estão à venda pelo site oficial https://www.novajerusalem.com.br/. Os valores são de R$ 90,00, meia-entrada, e R$ 180,00 inteira para as apresentações na segunda (3), terça (4) e quarta-feira (5). Nos demais dias: R$ 100,00 meia e R$ 200,00 inteira. As compras podem ser feitas em até 12 X nos cartões.

ENCENAÇÃO TEVE INÍCIO NAS RUAS DE UMA PEQUENA VILA

O espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém teve sua origem nas encenações do Drama do Calvário, realizadas nas ruas da pequena vila de Fazenda Nova, que é distrito do município do Brejo da Madre de Deus, Pernambuco, no período de 1951 a 1962. A iniciativa foi do patriarca da família Mendonça, o comerciante e líder político local Epaminondas Mendonça.
Depois de ter lido em uma revista de variedades como os habitantes da cidade de Oberammergau, na Baviera alemã, encenavam a Paixão de Cristo, Mendonça teve a ideia de realizar um evento semelhante, durante a Semana Santa, a fim de atrair turistas e, assim, movimentar o comércio do lugar.

Os primeiros espetáculos da pequena vila contavam com a participação apenas de familiares e amigos dos Mendonça. Com o passar dos anos, as encenações começaram a atrair atores e técnicos de teatro do Recife/PE e a Paixão começou a ganhar fama e notoriedade em todo o Estado. A vila de Fazenda Nova, onde aconteceram essas primeiras encenações, fica a 1 Km do local onde hoje se situa a cidade-teatro de Nova Jerusalém.

A ideia de construir um teatro que fosse uma réplica da cidade de Jerusalém, para que nela ocorressem as encenações da Paixão de Cristo, foi de Plínio Pacheco, jornalista gaúcho, que chegou a vila Fazenda Nova em 1956. Mas o plano só veio a se concretizar em 1968, quando foi realizado o primeiro espetáculo na cidade-teatro de Nova Jerusalém. Desde então, já são 54 anos de apresentações ininterruptas dentro das muralhas, atraindo espectadores de todo o Brasil e do mundo.

Nova Jerusalém, maior teatro ao ar livre do mundo, é uma cidade-teatro com 100 mil metros quadrados, o que equivale a um terço da área murada da Jerusalém original, onde Jesus viveu seus últimos dias. Toda sua área é cercada por uma muralha de pedras de quatro metros de altura e com 70 torres de sete metros cada uma. No seu interior, nove palcos-plateias reproduzem cenários naturais, arruados, lagos, jardins e palácios, além do Templo de Jerusalém, constituindo um conjunto de obras monumentais concebidas por vários arquitetos e cenógrafos nordestinos e pelo seu fundador Plínio Pacheco.

Poeta Josessandro Andrade lança Livro “ A Roda do escárnio”, que traz poemas de resistência política ao Bolsonazismo

A Poesia de Denúncia social do Poeta Companheiro

A Roda do Escárnio é um Livro que traz Poemas de Resistência política ao Bolsonazismo , e aos tempos sombrios que o Brasil está vivendo. Manifesto político e denúncia social, a obra com 155 Páginas, é de Autoria de Josessandro Andrade, e está sendo publicado pela Editora Módena ( São Paulo SP).

“A Roda do escárnio “ é uma resposta literária contundente aos Escarnecedores, cuja negação da importância do saber e do legado de Paulo Freire, e o xenofobismo contra o Nordeste encontram aqui uma Balbúrdia lírica de protesto e denúncia social , brotando em versos livres , Sonetos e poesia popular , um Canto de Luta diante das dores coletivas e individuais. Com o subtítulo de “Antologia o pandemônio”, a obra se divide em várias partes, cada uma com um tema específico, mas que se entrelaçam na unidade temática de Vigília poética pela democracia, em defesa da civilização contra a barbárie. “Balbúrdia” traz poemas sobre a Necropolitica e a Idade média neoliberal do Brasil atual. Com prefácio de Lau Siqueira, poeta e jornalista, ex-Secretário de Cultura do Estado da Paraíba, os poemas criticam o armamentismo do governo miliciano e sua ojeriza pelos programas socais.

“O Que o Nordeste oferece “ mostra estilos de Cantoria de Viola , como Sextilhas, décimas, gemedeira, Mourão Perguntado, baião de sete linhas, galope a beira- mar e outros, ressaltando as raízes, talentos, atrativos e potenciais nordestinos. numa Reação em versos, a quem ofereceu capim aos Nordestinos. Já “O ABC de Paulo Freire & outros poemas de sala de aula”- com apresentação do músico e cordelista Allan Sales, narra em Literatura de Cordel a Experiência de Alfabetização deAdultos em Angicos RN e aspectos da Vida e obra do Patrono da Educação Brasileira, bem como Outros Cordeis e Poemas sobre a Educação Libertária, a defesa da ciência e do conhecimento.

Em outra parte do livro , “Areal- A Santa Cruz Carbonária – Poemas dos Casarios de Olinda & Monteiro e outras lutas mais”, que Desagravam a Felipe Santa Cruz ( e seus familiares), Presidente Nacional da OAB- Ordem dos Advogados do Brasil-, ultrajados pela Despresidente BolsoNero. Além de contar a Saga de Augusto Santa Cruz – “O Guerreiro Togado”, relata lutas libertárias de Olinda-PE e Monteiro-PB, o Desaparecimento do militante político Fernando Santa Cruz (Pai de Felipe) e o calvário de sua mãe, Elzita Santa Cruz, na peregrinação em busca do corpo. “Pólvora Alheia” são Prosopoemas em Miniaturas, que Satirizam o Discurso do BolsoNazismo, a partir de textos bolsonarosos.

Para Lau Siqueira, poeta, jornalista e ex- Secretário Estadual de Cultura da Paraíba, O engajamento político desta obra de Josessandro é mais do que necessário. “A poética de Josessandro neste livro (mas não apenas neste livro) se debruça na permanente denúncia. Um modo firme e contundente de se posicionar diante da vida.

É uma poesia de pura resistência política. Uma escrita que do começo ao fim vai denunciando a necropolítica e as políticas de extermínio, característica da extrema-direita que cresce impunemente em nosso país, diz Lau no prefácio de “Balbúrdia”, o capítulo poético inicial de “a Roda do escárnio”. Já Allan Sales, músico, compositor, xilogravurista e cordelista, define Josessandro como “Um humanista militante de cultura e de inserção política progressista, neste binário, torna-se desde sempre um agregador de pessoas e talentos, sempre na perspectiva do agir coletivamente, que defino numa palavra: generosidade”.

Outros que aparecem na obra analisando a poética do autor e dando depoimentos sobre ele são Marcelo Santa Cruz, (Advogado, ex-Vereador de Olinda (PT)), Antônio Jorge de Siqueira(Escritor ensaista e professor universitário) e Zé Luiz do Candeeiro, cantor, compositor, poeta e professor.

O Autor, Josessandro Andrade é Poeta , Compositor, Autor Teatral , Cordelista e Professor, premiado em inúmeros festivais. Tem Livros e cordéis editados e Cd gravado . Trabalhos publicados no Brasil, Portugal, Argentina e Estados Unidos.

Músicas autorais com inúmeros parceiros, gravadas e premiadas. Sua Poesia tem sido divulgada em diversos estados do Nordeste brasileiro. Como artista do povo, fez diversas participações no cinema nacional, sendo recentemente um dos destaques do Filme”Returno” , documentário de Vinicius Andrade e CaioZ, que mostra as questões políticas do Brasil, na visão do povo nordestino e sertanejo.

Poeta Companheiro , Gosta de recitar poemas nas Passeatas estudantis e dos Sindicatos de trabalhadores rurais e da educação, bem como de declamar poesia nas feiras , nas praças, bares , mercados, perto do povo , dando voz ao mesmo e sendo voz do seu povo.

Carnaíba divulga programação da 27ª Festa de Zé Dantas

Através das redes sociais, a Prefeitura de Carnaíba anunciou nesta quarta-feira (31) a programação da 27ª Festa de Zé Dantas, que será realizada de 17 a 22 de outubro, na Praça de Eventos Milton Pierre.

A programação conta com oficinas culturais, forronata e shows de Vítor Fernandes, Limão com Mel, Wallas Arrais, Michele Andrade, Genailson do Acordeon, Chico César, Marina Elali e Luizinho de Serra.

As apresentações artísticas terão início sempre a partir das 21h. Haverá uma atração gospel que ainda será anuncia pela prefeitura.

Confira a programação:

17/10 – Oficinas culturais
18/10 – Oficinas de Cordéis na Rede Municipal de Educação
19/10 – Forronata

20/10
Atração Gospel (a ser anunciada)
Vítor Fernandes
Limão com Mel

21/10
Wallas Arrais
Michele Andrade
Genailson do Acordeon

22/10
Chico César
Marina Elali
Luizinho de Serra

Duas cidades do Sertão do Pajeú já confirmaram festa junina para esse ano

Depois de dois anos sem ter nem um batido de zabumba, nem um fole sendo puxado e nem um triangulo fazendo lengo tengo, pelo menos duas cidades da região do Sertão do Pajeú já confirmaram suas respectivas festas juninas em 2022.

Tuparetama e Itapetim já anunciaram que vão voltar a realizar o tradicional São Pedro, que há décadas arrasta multidões nos dois municípios.

Tuparetama confirmou a realização da festa para os dias 30 de junho, 1 e 2 de julho através de um card nas redes sociais, mas ainda não divulgou a programação.

Já Itapetim, caprichou em um vídeo institucional com a participação de vários personagens, do prefeito Adelmo Moura e do secretário de Cultura, Ailson Alves.

Na terra das Pedras Soltas à volta do São Pedro acontece nos dias 27, 28 e 29 de junho. O lançamento da programação deve acontecer no dia 12 de maio com um grande festival de sanfoneiros. Com informações do Blog do Erbi.