Destaque

TCE da Paraíba dá exemplo no controle de gastos excessivos com shows

Por Nill Júnior O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) pediu a suspensão do pagamento dos cachês das...
Leia mais
Destaque

Delegação da Amupe terá mais de 600 participantes na XXV Marcha Publicado em Notícias por Nill Jún

Estão sendo esperados mais de 100 prefeitos durante todo o evento Desta segunda-feira, 20, até a próxima quinta-feira, 24 de...
Leia mais
Destaque

Patriota revela viver nova fase na luta contra câncer. “Momento difícil”

O Deputado Estadual José Patriota foi o personagem central da inauguração do Centro de Atendimento ao Produtor Pajeú Sustentável. No...
Leia mais

Polícia aborta sequestro do Gerente dos Correios de Custódia

Policiais do BEPI conseguiram abortar há pouco uma ação de sequestro contra o Gerente dos Correios de Custódia.

Cícero Bento, idade não informada foi abordado por um homem  armado na agência que falava a todo momento com comparsas por telefone. Ele seria sequestrado.

Foi preso José Silvio Ferreira . A polícia investiga agora quais eram os comparsas e se o nome é real ou se usava documentos falsos. Também se a arma era um simulacro ou verdadeiro.

Ele disse que o criminoso o conduziu até dentro da agência com a arma numa mochila e a todo o momento dizia que “só queria o dinheiro”. Mas passou a perceber que a movimentação e os contatos indicavam que seria levado dali.

Não é a primeira vez que crimes dessa natureza são registrados em Custódia. A diferença é que a polícia dessa vez pôs as mais logo no criminoso desarticulando o grupo.

Em dezembro de 2016, dois criminosos armaram uma emboscada e sequestraram  Gerente e Subgerente da agência dos Correios de Custódia.

O caso ocorreu na segunda-feira (26) no Centro da cidade e repercute hoje na imprensa do Estado. De acordo com a Polícia Militar, os dois só foram liberados após o término da ação.

Um deles  foi ameaçado com uma faca e orientado a ir até a agência pegar um malote com dinheiro. A dupla de criminosos fez o gerente como refém. Os criminosos o levaram até um trecho de acesso da cidade onde esperavam o subgerente com o dinheiro. Os valores não foram divulgados.

O gerente dos Correios foi liberado pelos suspeitos logo em seguida, após o recebimento do malote, conforme informou a polícia.

O malote foi levado pelos funcionários até a saída do mu nicípio no sentido Arcoverde, em um local conhecido como Posto de Albino. Após pegarem o malote, os criminosos fugiram com destino incerto.

Deixe um comentário