Destaque

Ministério da Saúde garante novo lote de vacinas contra a Covid-19

Na última sexta-feira (19), o Ministério da Saúde firmou um contrato crucial para a aquisição de 12,5 milhões de doses...
Leia mais
Destaque

Afogados da Ingazeira marca presença em congresso sobre sustentabilidade do SUS

O município de Afogados da Ingazeira marcou presença na 6ª Mostra “Pernambuco Aqui Tem SUS” durante o XIV Congresso do...
Leia mais
Destaque

Afogados: chuvas Intensas voltam a causar transtornos em pontos da cidade

As chuvas intensas que atingiram Afogados da Ingazeira na noite deste domingo (21), deixaram um rastro de transtornos e problemas...
Leia mais

Pelo menos cinco mortes por causa das fortes chuvas desta quarta

Chuvas no Recife

             Chuvas no Recife Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

As chuvas que tomaram conta de boa parte da Região Metropolitana do Recife (RMR), na manhã desta quarta-feira (24), causaram pelo menos cinco mortos, segundo o Corpo de Bombeiros, além de diversos pontos de alagamento e deslizamentos. Entre os mortos está uma senhora de 78 anos. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas mortes ocorreram na Estrada do Passarinho, outras duas na Rua Aquarela e Rua Arcoverde, todas no bairro de Águas Compridas, em Olinda, e outra no bairro de Dois Unidos, no Recife, onde houve também uma queda de árvore. Na Estrada do Passarinho, houve um deslizamento de terra.

Leia também:
Apac e Defesa Civil alertam para chuvas fortes nesta quarta
Chuvas e ventos fortes em Pernambuco seguem nesta quarta, diz Inmet

Os moradores de Olinda e Paulista, ambas na RMR, estão passando por bastante transtorno. De acordo com uma moradora, “a situação está bem difícil. O pior é que a gente precisa trabalhar, mas não está conseguindo. Sempre que chove é essa história. Os patrões acabam achando que a gente não vai porque não quer. Mas, eles não conseguem ver que a situação fica terrível. Alaga muito e essa água acaba impossibilitando a saída da gente”, relatou a comerciante Neide Melo. 

Chuvas
A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) informou que a intensidade das chuvas no Grande Recife e Zona da Mata devem diminuir, mas persistem durante todo o dia.

A Defesa Civil de Olinda informa que os moradores que moram em locais de risco e precisarem de auxílio do órgão podem entrar em contato através dos números (81) 3429-9838 / 0800-281-2112 ou no WhatsApp (81) 9266-5307. 

Por meio de nota, a Defesa Civil do Recife informou que registrou 101 mm de chuvas nas últimas seis horas na Cidade, o correspondente a oito dias segundo a média histórica para o mês de julho, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A nota informou ainda que, o órgão ratificou a orientação para que os moradores das áreas de risco deixem seus imóveis devido ao solo encharcado por causa das chuvas contínuas que caem sobre a capital desde o final de semana e busquem locais seguros.

O comunicado informa que a para minimizar os efeitos das fortes chuvas, a Prefeitura do Recife está atuando com cerca de mil profissionais da Defesa Civil, Emlurb, CTTU, Guarda Municipal e outros órgãos nas ruas e áreas de risco da Cidade. O trabalho das equipes de diversas secretárias e órgãos da Prefeitura do Recife, nas áreas de morro e também nas principais vias da cidade ajudaram a mitigar os efeitos da chuva. A rede municipal de ensino, cuja volta às aulas está prevista para hoje, irá funcionar normalmente.

A Secretaria de Defesa Civil do Recife afirma que mantém um plantão permanente e que pode ser acionada pelos residentes através dos números 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a Central de Atendimento funciona 24h.

Deixe um comentário