Destaque

TCE da Paraíba dá exemplo no controle de gastos excessivos com shows

Por Nill Júnior O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) pediu a suspensão do pagamento dos cachês das...
Leia mais
Destaque

Delegação da Amupe terá mais de 600 participantes na XXV Marcha Publicado em Notícias por Nill Jún

Estão sendo esperados mais de 100 prefeitos durante todo o evento Desta segunda-feira, 20, até a próxima quinta-feira, 24 de...
Leia mais
Destaque

Patriota revela viver nova fase na luta contra câncer. “Momento difícil”

O Deputado Estadual José Patriota foi o personagem central da inauguração do Centro de Atendimento ao Produtor Pajeú Sustentável. No...
Leia mais

Governo estuda reduzir faixa 1 do Minha Casa Minha Vida

Imóvel do Minha Casa Minha Vida

                                  Imóvel do Minha Casa Minha Vida Foto: Divulgação

O ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, afirmou que o governo planeja reduzir o valor da faixa 1 do Minha Casa Minha Vida. Atualmente o teto da renda familiar é de R$ 1.800, que pode ser reduzido para R$ 1.200 a R$ 1.400.

Segundo Canuto, o objetivo é priorizar a destinação de recursos do Tesouro para famílias sem acesso a financiamento imobiliário, o que já aconteceria para famílias com a renda beneficiadas atualmente. O ministro prometeu que o governo poderá anunciar todas as mudanças no MCMV em dezembro.

Canuto afirmou ainda que a tendência é que o governo mantenha no próximo ano o uso de recursos do FGTS para pagar a subvenção do programa nas faixas 1,5, 2 e 3, a exemplo do que foi feito nesta semana para destravar o crédito que dependia de dinheiro do Orçamento da União.

“Financiamentos de R$ 150 mil não estavam acontecendo pelo aporte de R$ 2.000 a R$ 3.000. O que a gente fez foi uma política de destravamento. A probabilidade é que se mantenha”, afirmou. O Minha Casa, Minha Vida responde por 70% do setor de construção.

Deixe um comentário