Destaque

Prefeitura de Carnaíba traz alunos de comunidades rurais para participar da Semana Literária

A Prefeitura de Carnaíba vivenciou a Semana Literária, que trouxe um novo brilho à Biblioteca Pública Municipal, transformando-a em um...
Leia mais
Destaque

Tempo de Serenata, novo single de Maria Dapaz

Nesta sexta-feira, dia 19 de abril, os amantes da música terão o privilégio de mergulhar em uma experiência única com...
Leia mais
Destaque

Raquel Lyra anuncia apoio a Danilo Simões em Afogados da Ingazeira

Nesta quinta-feira (18), a governadora Raquel Lyra (PSDB), anunciou que em Afogados da Ingazeira marchará ao lado da oposição imputando...
Leia mais

Náutico tenta alcançar feito inédito após derrota na final

Lances de Náutico x Sport

Lances de Náutico x Sport Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

Não bastassem todos os jejuns e retrospectos negativos, a derrota por 1×0 para o Sport, nos Aflitos, no primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano, trouxe mais um dado histórico para tornar a façanha do Náutico ainda mais complicada. O clube nunca conseguiu ser campeão após perder o confronto de ida para o Leão. Tabu que deixa o futuro sem meio-termo. Ou o Timbu escreve um dos capítulos mais emocionantes de sua trajetória centenária ou acentua o trauma cada vez maior de encarar o Leão em decisões.

Náutico e Sport já se encontraram em 17 decisões do Pernambucano. Foram 11 títulos do Leão e seis do Timbu. Nas conquistas alvirrubras, apenas em uma o clube ficou no empate no confronto de ida (1954). Nas demais (1951, 1963, 1965, 1966 e 1968) sempre saiu vencedor. 

Em outras quatro finais passadas, o Náutico sofreu com derrotas no primeiro jogo. Em 1955, o Sport ganhou por 2×0. Nos dois duelos seguintes, não houve reviravolta: empate em 0x0 e novo tropeço, por 3×2. Caso parecido com o de 1961. Revés por 2×1 nos Aflitos no confronto de ida e resultados iguais aos de seis anos antes. Em 1988, o Timbu perdeu por 1×0 na ida e 4×1 na volta. Em 1994, derrota por 1×0. No embate posterior, os alvirrubros perderam por 2×0. Vale citar ainda que a equipe vermelha e branca não comemora uma conquista na Ilha do Retiro desde 1965. 

Os rubro-negros conseguiram três recuperações após perderem os confrontos iniciais. Em 1977, o Náutico venceu a primeira por 1×0. O Sport ganhou outras duas (2×0 e 1×0), além de uma partida que terminou 0x0. Em 1992, novamente o Timbu ganhou pelo placar mínimo, mas o Rubro-negro se recuperou na volta. A última vez foi em 2010. Os alvirrubros ganharam por 3×2 nos Aflitos e foram derrotados por 1×0 na Ilha – pelo critério de gols marcados fora, os leoninos levaram o caneco.

Considerando todas as finais de Estadual, a última vez que o Náutico se sagrou campeão após perder na primeira partida foi em 2004. O Timbu foi derrotado por 1×0 para o Santa Cruz, nos Aflitos. Na volta, no Arruda, ganhou por 3×0.

Deixe um comentário