Destaque

Após entregas, Emília Câmara amplia resolutividade

A chegada da UTI do Hospital Regional Emília Câmara e a confirmação de que a UTI pediátrica ficará em definitivo...
Leia mais
Destaque

Prefeitos sertanejos na XXV Marcha dos Prefeitos em Brasília

Dos dezessete municípios do Sertão do Pajeú, dez participaram a da XXV Marcha dos Prefeitos em Brasília, que teve início...
Leia mais
Destaque

Amupe reúne deputados e prefeitos em Brasília

A tradicional reunião entre deputados federais, estaduais e prefeitos e prefeitas organizada pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) aconteceu nesta...
Leia mais

Suspeito de assassinar Tássia Mirella vai a júri popular nesta segunda

A fisioterapeuta Tássia Mirella de Sena Araújo tinha 28 anos

A fisioterapeuta Tássia Mirella de Sena Araújo tinha 28 anos Foto: Facebook

O julgamento do comerciante Edvan Luiz da Silva, 34, preso suspeito de assassinar a fisioterapeuta Tássia Mirella de Sena Araújo, morta em 5 abril de 2017 aos 28 anos, será nesta segunda-feira (5), na 3º Vara do Júri, no Fórum Thomaz de Aquino, no bairro de Santo Antônio, área Central do Recife.

O júri popular, que está previsto para começar às 9h, será presidido pelo Juiz Pedro Odilon de Alencar e não tem previsão para terminar. 

A fisioterapeuta foi encontrada sem vida na sala do flat onde morava, no 12º andar do edifício Golden Shopping Home Service, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Segundo a perícia, Tássia Mirella foi encontrada sem roupa e teve o pescoço cortado, tipificando o crime em feminicídio. O suspeito que aguarda julgamento no presídio de Igarassu, no Grande Recife, nega a autoria do crime.

No dia 25 de abril no mesmo ano, a Justiça recebeu a denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra Edvan por homicídio qualificado. Depois disso, foram realizadas duas audiências de instrução, encerrada com o interrogatório do réu e a pronúncia do juiz.

Em novembro do mesmo ano, o governador Paulo Câmara assinou a Lei nº 16.196, onde instituiu a data do crime, 5 de abril, como o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio em alusão a morte de Tássia Mirella. a

Deixe um comentário