Destaque

Dormentes, Bodocó, Afogados e Cabrobó na agenda de Raquel nesta sexta

Governadora Raquel Lyra assina ordem de serviço para requalificação de rodovia, inaugura estrada e entrega leitos de UTI A governadora...
Leia mais
Destaque

Cidades do Pajeú e Moxotó contempladas com creches e pré-escolas

Arcoverde, Custódia, Serra Talhada, Triunfo e Tuparetama estão entre os 42 municípios na lista anunciada pela governadora Raquel Lyra O...
Leia mais
Destaque

Afogados: Prefeitura vai entregar veículos para a atenção básica e equipamentos aos ACSs

A Prefeitura de Afogados vai entregar, nesta sexta (17), três novos veículos para reforçar o trabalho da secretaria municipal de...
Leia mais

Funcionários dos Correios suspendem greve após assembleia

Os trabalhadores dos Correios decidiram suspender a greve até o julgamento do Dissídio.

Os trabalhadores dos Correios decidiram suspender a greve até o julgamento do Dissídio. Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Depois da determinação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) para que os funcionários da Empresa de Correios e Telégrafos e Similares (ECT) retornassem as atividades, nesta terça-feira (17), o sindicato da categoria em Pernambuco, após assembleia, decidiu acatar o informe das federações de classe e suspender a paralisação nacional deflagrada desde o último dia 11 de setembro até o Dissídio ser julgado. 

As Federações (FENTECT e FINDECT), em audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho – TST, no último dia 12 de setembro, após a ECT ingressar com o pedido de Dissídio Coletivo de Greve, não aceitaram a proposta apresentada pela empresa. Com o impasse gerado, o Ministro do TST, Mauricio Godinho Delgado, apresentou uma proposta de prorrogação do Acordo Coletivo até a data do julgamento do Dissídio, marcado para o dia 2 de outubro.
Segundo o ministro Mauricio Godinho Delgado, a determinação é uma prova de que a categoria concordou com a proposta da casa que garante a manutenção do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) vigente até o próximo dia 2 de outubro, quando está marcado julgamento sobre o novo acordo.

Deixe um comentário