Destaque

Carnaíba recebe mais uma vez o Certificado Ouro da Coordenação Estadual do Programa Bolsa Família na EducaçãoCarnaíba recebe mais uma vez o Certificado Ouro da Coordenação Estadual do Programa Bolsa Família na Educação

O município de Carnaíba recebeu mais uma vez o reconhecimento da Coordenação Estadual do Programa Bolsa Família na Educação pelo...
Leia mais
Destaque

Raquel Lyra destaca apoio do Estado ao empreendedorismo local durante feira do Sebrae-PE

Pernambuco conta com espaços no evento para apresentar serviços e programas como o Bora Empreender, que incentiva a formalização de...
Leia mais
Destaque

Zeinha Torres divulga conquistas durante a Marcha dos Prefeitos

O prefeito de Iguaracy, Zeinha Torres, utilizou suas redes sociais para compartilhar os resultados de sua agenda em Brasília, realizada...
Leia mais

Funcionários de banco são alvo de nova fase da Lava Jato

Polícia Federal

                        Polícia Federal Foto: Agência Brasil/ Arquivo

A Polícia Federal iniciou a 61ª fase da Lava Jato, chamada Operação Disfarces de Mamom, na manhã desta quarta-feira (8), que investiga esquema de lavagem de dinheiro praticado por altos funcionários de um banco. As autoridades cumprem 44 mandados, sendo três de prisão preventiva e 41 de busca e apreensão. As informações são do R7.

Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba/PR e são cumpridos em 35 cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Os presos serão levados para a sede da Polícia Federal em São Paulo e, posteriormente, seguem para a Superintendência do Paraná, onde serão interrogados. Cerca de 170 policiais federais atuam na operação.

A investigação apura um grande esquema de lavagem de dinheiro praticado por altos funcionários de um banco, que contratavam empresas de fachada para emitir notas fiscais e contratos fictícios para justificar movimentação bancária no exterior.

Os acusados são um funcionário da mesa de câmbio, um diretor da área de operações de câmbio e o diretor geral do banco. Foram usados depoimentos e colaborações de três administradores de uma instituição financeira do exterior que ocultava capitais em operações criminosas em favor da Odebrecht.

Deixe um comentário