Destaque

Três suspeitos foram presos por ajudar fugitivos de Mossoró

Metrópoles Três pessoas foram presas suspeitas de ajudarem os fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte....
Leia mais
Destaque

Raquel Lyra assina acordos de cooperação técnica com a ministra das Mulheres

Nesta sexta-feira (23), a governadora Raquel Lyra recebe, no Palácio do Campo das Princesas, a ministra da Mulher, Cida Gonçalves,...
Leia mais
Destaque

Prefeito de Carnaíba busca parceria com Sudene para garantir acesso à água nas comunidades rurais

O prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota (PSB), esteve em uma reunião nesta quinta-feira (22) com o superintendente da Sudene, Danilo...
Leia mais

MPF investiga irregularidades em gestão da UPA de Princesa Isabel, PB, feita por Organização Social

Organização Social ABBC era responsável também pela UPA de Santa Rita, na região da Grande João Pessoa  — Foto: Reprodução/TV Cabo BrancoSupostas irregularidades na gestão da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) na cidade de Princesa Isabel, a 420 km de João Pessoa, são alvo de investigação do Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba. Dentro da investigação, um inquérito civil foi aberto pelo MPF e publicado no Diário Eletrônico desta segunda-feira (7).

Conforme publicação da portaria 47, assinada pela procuradora da república Janaina Andrade de Sousa, a conversão do procedimento preparatório número 1.24.004.000035/2019-30 em inquérito civil tem como objetivo “apurar supostas irregularidades acerca do processo TC07095/16, referente a inspeção especial, realizada na Secretaria Estadual de Saúde da Paraíba”.

No processo em questão conta uma auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) que julgou irregulares as contas da Organização Social (OS) Associação Brasileira de Beneficência Comunitária (ABBC), que é a responsável pela gestão da UPA de Princesa Isabel.

G1 tentou entrar em contato com a ABBC, mas os responsáveis pela OS não foram localizados. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde da Paraíba (SES) e foi informado pela assessoria que uma nota sobre o caso.

Além dos possíveis problemas na gestão da UPA de Princesa Isabel, a ABBC também foi alvo de processos por conta da gestão da UPA de Guarabira, no Brejo paraibano, e também em Santa Rita, na região da Grande João Pessoa.

Deixe um comentário